1ª Igreja Presbiteriana de Resplendor comemorou 93 anos

Foto OficialDo início ao findar das festividades alusivas ao 93º aniversário de organização da Primeira Igreja Presbiteriana de Resplendor reconhecemos: “a ele [Deus] seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!” (Ef 3.21)

Sim, foi maravilhoso comemorar mais um aniversário de maneira tão especial! Foram dois finais de semana abençoados (28-29/06/2014 e 05-06/07/2014). Aproveito para agradecer a todos que, de alguma maneira, possibilitaram a organização desse evento. Tudo ficou maravilhoso. Parabéns a todos!

No primeiro final de semana a Igreja recebeu o Ev. Maximiliano Gama (Igreja Presbiteriana de Camburi, Vitória/ES) e o Rev. Ricardo Ferreira da Silva (Primeira Igreja Presbiteriana de Conselheiro Pena/MG). Deus falou aos corações. Ademais, as canções entoadas pelo cantor Roberto Gonçalves (Aracruz/ES) e pelo Ministério Aclame (Belo Horizonte/MG),  adoraram a Deus e edificaram a Igreja de nosso Senhor Jesus Cristo. Deus os abençoe grandemente! Como uma terna lembrança, foi ofertado para os participantes um relógio de mesa comemorativo.

No segundo final de semana a Igreja recebeu o Ministério Cia de Louvor (Barra de São Francisco/ES) e o cantor Josimar Bianchi (Belo Horizonte/MG). Agradeço a Deus por vocês! Ao lado deles, tivemos a grata satisfação de ver o crescimento do ministério de louvor da Congregação de Calixto e a participação do Coral da Igreja. Além deles, recebemos o Rev. Jackson Lombardo Garcêz (Eunápolis/BA), sua esposa Edi e filho Jackson Vinícius. Como marco histórico, foi inaugurado o site oficial da Igreja, que pode ser acessado no link: http://www.pipresplendor.com.br

Enfim, em todas estas coisas a Igreja se alegrou e se regozijou no Senhor, encerrando as festividades com um grande e delicioso jantar para todos (sede, congregações e visitantes). Estimamos a presença de 350 pessoas no último dia. Agora, é continuar caminhando na Missão dada a Igreja, no conforto do Espírito Santo, em toda Resplendor.

Por: Rev. Ângelo Vieira da Silva

 

 

Compartilhar