Pedrinho Godoi e pais lutam juntos, e vereadores votam a favor do povo e sustam decreto do prefeito de BSF

 

Em sessão da reunião da Câmara Municipal de Barra de São Francisco que aconteceu na noite desta segunda-feira, 13/11, os vereadores derrubaram o decreto enviado pelo prefeito Alencar Marim que modificaria o horário nas creches municipais.

Diante deste decreto e do alvoroço que estava causando na comunidade que precisa desse serviço, o francisquense Pedrinho Godoy, foi convocado pelos pais e pela população e estiveram lutando contra este decreto do prefeito que visa acabar com as creches em horário integral.

Após as considerações dos vereadores, passou-se para a votação onde foi sustado o Projeto de Lei e seus efeitos por 9 x 2. Pedrinho e vários pais foram para a sessão da Câmara e comemoraram a vitória.

De acordo com Pedrinho ele relatou que diante dos fatos e da pressão ele não desanimou em nenhum momento e, pelo contrário, se fortaleceu dia após dia, à medida que as mães o procuraram incentivando-o à lutar com coragem e vigor para, ao final, conquistar este resultado com os Vereadores que entenderam e abraçaram a causa, aprovando assim a lei que faz cair por terra o Decreto do Prefeito sobre a extinção do horário integral nas Creches.

   -“Vencemos esta luta com o apoio de 9 vereadores, que ouviram o clamor dos pais e foram sensíveis à necessidade do próximo. À vocês nossos agradecimentos. Nosso agradecimento aos vereadores Lemão de Paulista e Teco que não se intimidaram e votaram contra o Decreto, mesmo sendo da base do Prefeito, somando-se aos outros vereadores Wilson Mulinha,  Emerson, Dibrum, Paulinho do Hospital, Boffe, Juvenal e Zilene. O vereador Jonson estava em viagem, mas temos a certeza que estaria do lado do povo como sempre vem fazendo. Nossa insatisfação vai para o vereador Rafael da Saúde, que se acovardou e correu na hora da votação, traindo assim a confiança do Prefeito. E, embora já houvesse declarado que votaria contra os pais, pois nunca precisou de creche ou escola pública para seu filho, também ficou contra o Prefeito, em mais uma demonstração de covardia”, disse Pedrinho.

E completou, “Nosso repúdio vai para  os 2 vereadores do PT, Professora Zilma e Zé Valdeci que, obrigatoriamente, votaram à favor do Prefeito e contra o povo que os elegeram. Se o problema maior é a falta de vagas, penso que a solução seria terminar a Creche nova, pois assim teríamos 200 novas vagas para nossas crianças. Fato é que se temos recursos específicos pra concluir a construção de uma Creche e não o fazem, só resta-me crer que a incompetência está dominando a administração da MUDANÇA.
Fato é também que o Prefeito precisa aprender que ele não pode impor a sua vontade, como se ainda vivêssemos numa didadura (repudiada pelos petistas) mas sim em uma democracia, onde o diálogo com a sociedade é a base para aceitar as mudanças que se pretende fazer, destacou.

Não podíamos permitir que as vagas das Creches fossem diminuídas ou extintas. Lutamos com afinco para garantir que às  nossas crianças frágeis e inocentes, continuasse sendo ofertado o horário integral.
Lutamos também para que as mamães não precisassem ter de escolher entre trabalhar ou cuidar do seu filho em um período do dia.
Lutamos e continuaremos à lutar para que nosso povo tenha vez e para que sua voz seja ouvida, ressaltou Pedrinho.

Compartilhar